sábado, 2 de abril de 2011

Quiz... TOP MALE - Renato Ferreira

Para iniciar esse nosso mais novo quadro aqui no BLOG, ninguém mais TOP do que o carioca Renato Ferreira. Um queridíssimo, que foi super carinhoso com a gente, conta um pouco de sua carreira com exclusividade para o Fashionlockers. Vamos lá?



FL-Nome?
RF-Renato Ferreira Pires

FL-Natural de que cidade?
RF-Rio de Janeiro

FL-Com quantos anos começou na carreira de modelo?
RF-19 pra 20 anos.

FL-Diante de outras profissões como medico, advogado, engenheiro... O que te levou a optar por a carreira de modelo?
RF-Podia exercer o cargo em menos de 4 anos, além de poder visitar o mundo ganhando dinheiro pra isso e ter mais tempo pra escolher o que quero fazer na faculdade.



FL-Lembra quando foi sua primeira viagem internacional a trabalho?
RF-Sim, Nova Iorque à um ano e meio atrás.

FL- E a campanha?
RF- Na minha primeira viagem eu vim sem trabalho garantido. Tinha vindo correr atrás dos trabalhos através dos castings. A viagem acabou sendo boa por conta de ter melhorado o meu portfolio significativamente e não de ter feito muita grana, apesar de ter levado um "pé de meia" e muitos eletrônicos pra casa.

FL-Qual sua agencia no Brasil? Tem no exterior também?
RF-Minha agência do Brasil é a 40 graus e no exterior tenho em NYC que é a Major Model Management.


FL-Como você definiria a carreira de modelo para os homens?
RF-Dependendo do lugar é muito competitiva, não ganhamos tanta grana quanto às modelos femininas, mas pra quem tem capacidade da pra fazer bastante grana, viajar pelo mundo e conhecer muita gente de vários cantos do mundo de diferentes culturas.

FL-É um mercado promissor? Vale a pena apostar?
RF- No meu ponto de vista esse é um bom mercado, apesar dos pesares, só que pra poucos... De qualquer forma eu gosto muito de viajar, conhecer diferentes culturas, fazer a minha grana e começar juntar o meu "pé de meia". O modelo ao apostar nessa carreira tem que ter o pé no chão de saber se ele vai adiante ou não, se vai juntar grana ou vai dever a meio mundo e passar por necessidades fora do próprio país. Acho que vale a pena se perguntar "Se tudo der certo, o que eu ganho? Mas se tudo der errado, o que eu perco? Vale a pena?".


FL-Qual o segredo para os homens fazerem sucesso nesse mercado que é a maior parte é dominada pelas mulheres?
RF- Nós não competimos contra as mulheres nós competimos contra nós mesmos. Modelos fashions tem que ser altos, magros e ter o look que o mercado exige. Já o modelo comercial tem que ter uma estatura média à alta, uma boa genética, se alimentar bem, se exercitar frequentemente, ser fotogênico, ter um look maneiro na frente das câmeras e nos castings também. O fator mais importante certamente é: Estar no lugar certo, na hora certa, pisando primeiro com o pé direito. Hahahaha.

FL-Qual o mais importante desfile que você já participou?
RF-O desfile mais irado foi pra DKNY.

FL- Tem alguma grife que você elege como sua preferida? Qual?
RF-Gosto muito das grifes Calvin Klein e Armani Exchange.

FL-Você é ligado à moda? Gosta de se vestir acompanhando tendências?
RF-Gosto de me sentir confortável com o que estou vestindo, mas pra ver os clientes nos castings ou ir pra eventos e festas eu vou bem arrumado.

FL-Estado Civil?
RF- Estou namorando a 2 anos e 8 meses.

FL-O assédio das mulheres é grande? Como lida com isso?
RF-Sempre aparece algumas mulheres e até mesmo meninas vindo falar comigo, me fazer elogios. Em sua grande maioria são super simpáticas e educadas e eu respondo da mesma forma, além de ficar super lisonjeado pelo carinho.


FL- Se você não fosse modelo, e tivesse a oportunidade, recebesse um convite de um booker, diante de tudo que você já viveu optaria por a profissão ou seguiria outros rumos?
RF-Depende da oferta, mas realisticamente falando acho que a única oferta que poderiam me fazer seria de atuar em algum filme e dependendo do filme eu aceitaria.

FL-Planos profissionais?
RF-Pretendo juntar a minha grana como modelo e caso continue melhorando cada vez mais optarei por ter aulas de teatro e uma carreira como ator paralela com a de modelo. Futuramente pretendo abrir meu próprio negócio, agora estou juntando a verba pra isso.


FL-A quem você deve o seu sucesso profissional? Alguém te levou para esse mundo das passarelas?
RF-Devo isso a algumas pessoas: Rodrigo Zaccaro por ter-me "obrigado" a entrar numa agência de modelo. Meu pai, Fausto Pires, por todo apoio que ele tem me dado durante toda a minha carreira. Minha namorada, Nicole Romanchuk, por estar comigo nos altos e baixos. O meu agente e grande amigo, Sérgio Mattos, por ter me auxiliado com os seus contatos e ter me ajudado a planejar os passos da minha carreira até hoje em dia.

FL-Algo que te incomoda na carreira de modelo e/ou no mundo da moda em geral?
RF- No mundo da moda de uma forma geral me incomoda quando clientes, fotógrafos, seja lá o cargo do indivíduo, fica me fazendo perguntas que não tem nada a vê com o trabalho, são completamente constrangedoras e obviamente estão insinuando alguma coisa indiretamente ou diretamente com as perguntas ou/e comentários. Outras palavras essa carreira rola muito assédio sexual e vai sempre ser assim, já que sempre vai ter algum modelo novo, com cabeça fraca que vai cair na rede do aliciador pervertido, alimentando essa prática antiprofissional. #Falomesmo.


FL- Uma dica pros garotos que sonham com a carreira de modelo?
RF-Antes de tomar qualquer decisão, bota a pergunta na balança e se pergunta se vale a pena.

FL – E para quem quer saber mais sobre o modelo Renato Ferreira onde deve procurar?
RF- Só me seguir no twitter www.twitter.com/_renatoferreira ou na minha pagina da internet onde tem muitos dos meus trabalhos, web.me.com/renatoferreirapires

O nosso blog agradece imensamente ao querido TOP Renato Ferreira, que dedicou um pouco do seu precioso tempo para nos responder a estas perguntas, e deseja todo sucesso do mundo na sua carreira que já é sucesso.



Fotos divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário