terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

RIQUEZAAAAAAA!

De todos os desfiles do PBC abro espaço aqui para eleger o que mais gostei...

Muitos aplausos e um público fascinado. Silmar Alves conquistou quem assistiu o desfile que encerrou o penúltimo dia do PBC V. Mais uma vez o estilista trouxe à passarela a riqueza de uma temática paranaense – a Lapa com sua história heroica, artesanato e cultura.





Fitas, franjas, bordados e tecidos foram produzidos artesanalmente, com detalhes minuciosos de uma moda artística que desenhou o estudo aprofundado da trajetória lapeana e consolidou a característica de inclusão social defendida por Silmar Alves.







Em sua maioria, as peças ilustraram, de maneira sofisticada, o movimento tropeiro e a persistência da luta do município durante o Cerco da Lapa. Para prestar homenagem à alta sociedade curitibana, oriunda do município do interior paranaense, surgiram vestidos longos esvoaçantes, com brilhos aplicados sem exagero, um luxo despretensioso. Para Paulo Martins, organizador do evento, a escolha por dirigir o desfile de Silmar Alves é fruto da sintonia com o estilista, pois, ambos têm prazer em trabalhar com a identidade paranaense “Fiquei impressionado com o resultado envolvente que obtivemos com o público. A escolha da trilha sonora e iluminação deram o tom épico e nostálgico para ilustrar a história contada nesta edição” .








Ficha técnica:
Estilo e desenvolvimento de Produto: Silmar Alves
Trilha sonora: Dingue
Edição de moda e styling: Clé Carrer
Produção executiva: Isis Ruda
Direção de desfile: Paulo Martins
Hair: Keune Trainée com produtos Keune
Make up: Griziela Ribeiro
Sapatos: Armazém das Fábricas
Agradecimento: Elisa Sawada / Juliana Morya / Dali Terres / Família Bozza

Fonte: Assessoria de imprensa do PBC

2 comentários:

  1. Muito obrigado por seu post,sinto-me lisonjeado..
    Silmar alves

    ResponderExcluir
  2. Não há de que agradecer querido... Isso é reconhecimento de um lindo trabalho. Parabens!

    ResponderExcluir